BRUXISMO INFANTIL

 

SENTA QUE LÁ VEM INFORMAÇÃO!

BRUXISMO

O bruxismo é basicamente um hábito noturno involuntário, caracterizado pelo apertar ou ranger os dentes.

Pesquisadores revelam que as causas do bruxismo infantil vai muito além do físico, ele pode estar ligado a fatores emocionais da criança, como por exemplo: uma crise de ansiedade, excesso de responsabilidade ou atividades que sobrecarregam a rotina, entre outros motivos relacionados com o psicológico da crianças.

Alguns profissionais chegam a comentar que é comum observar o ranger dos dentes em crianças até os 6 anos por uma necessidade natural do organismo de acomoda-los e se preparar para a troca da dentição. Porém, precisamos ficar atento para o bruxismo “patológico”, onde o barulho do ranger dos dentes e muito alto e constante, quando a criança começa a reclamar de dores, neste caso pode levar ao desgaste dental e a criança pode apresentar dores musculares, dores de cabeça ou dores na ATM (articulação temporo mandibular).

POSSÍVEIS CAUSAS :

– Fatores oclusais: quando existem interferências dentais que impedem que a mordida tenha um bom encaixe;

– Fatores de ordem sistêmica: respiração bucal, deficiências nutricionais, disturbios neurológicos (p. ex. autismo);

-Fatores emocionais : stress, agenda lotada de atividades, a chegada de um irmão, divórcio na família, escola nova, hiperatividade , entre outros;

– Fatores hereditários;

– Hábitos alimentares inadequados. Crianças que não mastigam alimentos consistentes e não usam a sua função mastigatória podem procurar suprir esta necessidade através do ranger dos dentes.

TRATAMENTO

Cada paciente deve ser analisado e tratado individualmente pelo dentista.

O uso de placas de mordida para crianças é um tanto controverso pelo fato de interferir no crescimento natural da arcada dentária. A idade para se começar algum tratamento depende da gravidade do caso e da colaboração da criança. Algumas vezes pode ser necessária a ação de outros profissionais da saúde, como: pediatras, psicólogos, otorrinolaringologistas e fonoaudiólogas. Enfim, cada caso é único e deverá ser tratado o mais cedo possível.

Se o seu filho apresenta esse hábito é importante procurar um odontopediatra que poderá acompanhar o caso e orientar para o melhor tratamento.

Bjs,

Paula 😉

Fonte: 
http://www.pediatriaemfoco.com.br
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s