O QUE MUDOU DEPOIS DA ESCOLINHA?

SENTA QUE LÁ VEM CAUSO!

image

 Pois então… Aqui estamos com as primeiras impressões do desenvolvimento da Lara na escola.

Tenho 2 posts no blog que falam sobre a decisão de colocá-la na escola e sobre as 2 primeiras semanas da adaptação escolar, caso tenham curiosidade vocês pode lê-los aqui e aqui.

Na instituição onde Lara estuda, a reunião de pais para alunos da idade dela acontecem de 3 em 3 meses, nessas reuniões as professoras mostram as atividades realizadas e falam sobre o comportamento e desenvolvimento do aluno.

No mês passado tivemos a 1ª reunião, e lá fui eu mãe coruja que sou saber como meu anjinho estava se saindo nessa nova experiência, Lara foi comigo porque não tinha com quem deixá-la.

Muitas atividades relacionadas a identidade dos alunos, as quais tinham o objetivo de auxiliá-los a se descobrirem, cada um com suas características e aprendendo a aceitarem um ao outro como são. Como já falei mãe coruja que sou qualquer rabisco feito por ela eu vibrava, e ela estava toda faceira perguntando se eu tinha gostado, se estava bonito, ela ficou super satisfeita em me ver lá na salinha dela, vendo as coisas que ela tinha feito.

Quanto a conversa com a professora ela foi super elogiada, dedicada, inteligente, caprichosa, amiga de todos, gosta de ajudar os amigo, sempre muito educada, quase chorei de emoção em ouvir coisas tão boas da minha menininha, rsrsrs. E por fim a professora disse que ela já estava completamente adaptada. E eu claro fiquei super, super, super tranquila…

Ao contrário de muitas mães que eu vejo falar que ficam tristes pelo o filho nem dar tchau, simplesmente virar as costas e ir alegre e faceiro para a sala de aula, eu torcia pra esse momento chegar, e quando chegou eu fiquei super feliz dela nem se lembrar que eu estava ali, fiquei aliviada e mais segura, só então a partir desse momento que eu consegui me adaptar com nossa nova condição.

Lara adora os amigos, fica super feliz quando chegamos na escola e tem algum amigo chegando naquele mesmo momento, é lindo de ver, ela olha bem no rostinho, bem no fundo dos olhos e diz: “oi, fulano!”, as vezes o amigo responde as vezes não, criança é criança né, mas consigo ver e sentir que ela está feliz por estar ali.

Com as professoras nem se fala, ela tem admiração, é encantada pelas profs.

E o comportamento dela mudou?

Como já disse em posts anteriores, nesse primeiro momento nunca me preocupei com aprendizado em si, porque ensino muita coisa pra ela em casa, minha maior expectativa com relação à escola era socializar ela com outras pessoas.

Tímida ela não deixou de ser, até porque faz parte da personalidade dela, ela ainda continua resistente (um pouco menos, mais ainda continua) às pessoas.

Continua agarrada em mim, acredito que por passar esse tempo da escola longe, quando eu estou por perto ela só quer saber de colinho, rsrsr.

Digamos que essa socialização melhorou uns 20%, talvez seja pouco tempo ainda para apresentar uma melhora maior, mas enfim… É o que temos pra hoje, rsrsr.

Em casa noto ela mais falante, e interessada nos livros (ainda mais do que já era). Percebo também novas formas de brincar e utilizar os brinquedos. Demonstra muita independência, tanto que algumas vezes chega a me irritar, quer fazer tudo sozinha, não aceita ajuda, e se eu ajudar a colocar uma meia por exemplo, ela tira a meia e coloca novamente só pra dizer que foi ela que colocou sozinha. Ela já demonstrava esse sinal de independência antes da escola, mas agora está cada vez melhor ou pior, sei lá como definir isso, rsrsrs.

Percebo também que o comportamento dela é diferente quando está na escola ou perto dos colegas e quando está só conosco aqui em casa, na escola é um doce a miss simpatia, aqui é toda cheia de “não me toque”.

Tem também a parte chata que às vezes acaba aprendendo algumas mal criações e brincadeiras com os amigos que ao meu ver poderiam demorar um pouco mais para ela conhecer, mas faz parte do pacote né?

Bom, a princípio é isso gente, nada espetacular, mas pra gente que convive diariamente com ela, dá pra perceber vários sinais positivos de mudança.

Hoje pra dizer se me arrependo ou não, já fica um pouco mais difícil do que no último post sobre esse assunto. Me arrependo sim por ela ter que passar por toda rotina de um compromisso com hora marcada assim tão nova, nisso minha opinião não mudou, e também pelo fato de não passarmos mais o dia todo juntas (porque sei que com quanto mais idade e compromissos, mais irreversível vai se tornando essa convivência integral). Mas não posso negar que o progresso e aprendizado que ela vem demonstrando está sendo animador, e que ter um tempinho só pra mim é ótimo, seja pra limpar a casa com calma, ou pra eu tomar um banho um pouco mais demorado, ou pra fazer os posts do blog, enfim… eu realmente estava precisando desse tempo.

Se no último post eu estava 100% arrependida de colocá-la na escola, digamos que hoje estou só 50%, talvez até nem possa dizer que seja arrependimento, acredito que é um dó, uma pena… Até porque acho que toda mãe convive com seus arrependimentos, medos e culpas não é mesmo? É impossível nos livrarmos totalmente deles, faz parte da maternidade, uma vez que nos tornamos mães esses sentimentos vivem na nossa cola.

Mas tenho seguido sempre a mesma linha, fazendo as coisas pela minha cabeça, procurando seguir o que acho certo no momento, porque no fundo, no fundo toda mãe tem aquela voz interior que sempre sabe o que a gente precisa fazer.

Bjs,

Paula 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s