EU SOU A QUE ESTOU LOGO ATRÁS

TEXTO LU

Prazer, eu sou a que venho sempre depois, logo atrás é quase certo. Minhas vontades agora estão sempre logo ali, minhas necessidades depois das suas, meus anseios somente após satisfazer os seus. Desejos, metas e sonhos sim, mas primeiro eu vou cuidar de você.

Prazer, eu sou aquela que sumiu no pós parto, que mal via sua imagem no espelho, aquela que sentiu e sente tantos medos e culpas e que por vezes mal se enxerga em meio a eles. É verdade que eu me reencontrei, normalmente a gente se acha após um tempo meio perdida naquele novo mundo, naquele novo eu. Devagarzinho a gente se redescobre, entretanto, continua sempre ali, logo atrás, com um prazer quase imensurável e louco de nunca mais estar a frente.

Só a maternidade pode fazer isso na vida de uma mulher. Ela é a sombra, a nova face, o novo corpo.

Vem filho, que eu vou logo atrás. Em cada passo seu, observe melhor e não sinta medo, eu estarei ali. A cada choro, descoberta ou aprendizado, minhas mãos sempre estarão ao seu alcance.
Mulher, mulher, está se escondendo atrás da cria? Não, não nos escondemos, mas por agora, não somos mais a personagem principal de nossas próprias vidas. Eu sou a coadjuvante e por mais incrível que possa parecer admitir tal loucura, feliz e realizada.

Não tem mais como tomar as rédeas filho, pois é você que as conduz. Meus passos são os seus, sua vontade vem antes das minhas, suas necessidades outrora antes. Vai filho, que eu vou logo atrás, aprendendo com você, segurando sua mão.

Vai filho, e me perdoe quando eu cair, ou tropeçar em tantas curvas. Eu também não sei o caminho e me perco tantas vezes. Vai filho, e guia meus passos nessa difícil e prazerosa jornada.
Ande e corra pois um dia você irá voar. Alçar vôo e buscar sua própria jornada. E eu ficarei aqui, zelando e seguindo seus passos em solo.

Vai filho, pode voar, que eu ficarei bem. Quem outrora um dia abdicou de estar sempre à frente de sua própria vida, que antigamente desviou de vontades e necessidades pelo bem do outro, pode muito bem retomar as rédeas e recomeçar.
Vai filho, que uma criança nasce e cresce apenas uma vez, mas uma mãe nasce e renasce muitas outras.

Por Lucinha Marinzek Massarelli.

Anúncios

Uma opinião sobre “EU SOU A QUE ESTOU LOGO ATRÁS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s