PARA QUANDO VOCÊ SE SENTIR FEIA

texto LU

Maternidade por vezes é inimiga do espelho. Tem dias que você e um pente de cabelo são separados pela correria de se ter um bebê. Tem dias que você mais se arrasta de sono e cansaço pela casa, imagine passar um batom.

Mas, não faz nenhum sentido você se achar feia, porque na verdade você não se vê.

Ninguém se vê dormindo na cama, enrolada e em silêncio com o peito subindo e descendo no seu ritmo único de respiração. Ninguém se vê amamentando o bebê numa madrugada fria, o peito jorrando alimento e o coração transbordando de amor.

Nós não nos vemos lendo um livro, olhos esvoaçantes e brilhantes.
Você não se vê olhando para alguém com tanto amor e cuidados no seu coração.
Você não se vê esboçando um sorriso terno ao observar seu bebê dormindo.

Você não se vê orando, pedindo proteção aos que ama.

Não existe espelho no seu caminho quando você está rindo e sorrindo ao comemorar alguma nova descoberta do seu filho.

Você saberia exatamente como é brilhante e bonita se você se visse nos momentos onde você é verdadeiramente você, uma nova mulher, agora ainda mais linda, como MÃE.

E não importa quais marcas, mudanças ou cicatrizes a maternidade trouxe consigo, porque no final das contas cada uma delas transmite a árdua e doce caminhada da maior mudança na vida de uma mulher, a descoberta da maternidade.

Por Lucinha Marinzek

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s