SUPERAÇÃO DA MAMÃE VIVIAN – UM PONTINHO E UMA LINDA SURPRESA

Quando a gente pensa em engravidar logo pensa que vai acontecer de um mês pro outro, que vai ser tudo fácil e lindo, mas as vezes não é bem assim que acontece. Muitas vezes nos vemos a volta com testes que dão sempre negativos, exames e mais exames para descobrir o problema e com isso o tempo vai passando e a angustia aumentando.

11280528_643558285744706_422736385_n

Vivian deslumbrante na gravidez de Pedro Pontinho Pipoca. Imagem: Lidi Lopez

Hoje a Vivian Santana, nos conta como foi a difícil luta para conseguir engravidar, como superou a perda do primeiro filho Bryan e como foi a gravidez do Pedro, hoje um bebê de 8 meses e uma linda surpresa que veio para fechar com chave de ouro essa história.

Prepara o lencinho e acompanhe essa linda história. 

Como muitas de vocês que vão ler esse relato eu sempre achei que engravidar fosse fácil, só que não é bem assim. Eu decidi engravidar em setembro de 2009, tinha namorado durante 8 anos e já estava casada a quase 2, então decidimos tentar, só que nem tudo foi como eu esperava e nem tão rápido.

Até que eu recebesse meu positivo foram 2 anos e nove meses, fiz vários exames meu marido também e no fim das contas não recebi diagnostico nenhum, somos o que a médica na época chamou de casal infértil sem causa aparente, além de lidar com toda a frustração de não engravidar ainda tive que ouvir que não existia um motivo para que isso não acontecesse.

Foram meses de muita angustia, muitos questionamentos, lágrimas sem fim, o mundo engravidava menos eu.

Mais em junho de 2011 depois de 15 dias de atraso e um marido muito insistente fiz um teste de farmácia (o mais barato que o marido encontrou porque não era pra gastar dinheiro com um teste que ia dar negativo de novo, palavras minhas mesmo).

Esse positivo foi recebido com festa por todos nós, finalmente nosso bebê tão aguardado chegaria. Foi uma gravidez tranquila, sem problema nenhum ( estou esquecendo o fato de ter vomitado três meses seguidos, emagrecer 8 quilos e ter certeza que comida não me pertencia nunca mais) mas nada disso tirava minha alegria.

Só que quando completei 32 semanas já em janeiro de 2012, tive uma dor de cabeça que resolveu não me largar e como tinha sido orientada pelo meu médico que qualquer coisa deveria ir ao PS eu fui , (era mãe de primeira viagem e já tinha tomado remédio e não tinha passado, também tinha medido a pressão na farmácia na esquina e estava 13\9 não muito alta), fui atendida muito rápido, examinada e encaminhada pra fazer uma ultra, e foi nesse momento que o mundo podia acabar que eu não me importaria, o coração do meu pequeno tinha parado de bater, a frase “ EU SINTO MUITO MÃE” ecoa ainda na minha cabeça.

Fui internada na mesma hora para uma indução pois eles não queriam arriscar e um parto normal seria o mais indicado. Quatro dias depois na quinta-feira 26-01-20012 ás 13:30 eu dei a luz ao meu pequeno Bryan, ele tinha duas voltas do cordão no pescoço bem apertadas e um nó no cordão também (ele sofreu anoxia intrauterina, uma fatalidade) , nada tinha me preparado pra decidir como seria o velório e o enterro do meu filho que eu tanto desejei.

Mas assim foi, voltar pra casa e olhar as roupas, as coisas que já estavam tudo compradas, passar a mão na barriga e não sentir mais os chutinhos foi horrível , mas eu sobrevivi e claro não desisti.

O desejo de ser mãe não morreu em mim, nem diminui tanto que nem voltei a tomar nada, e lá se foram mais dois anos, dois longos anos porque ao contrário do que todos diziam que eu iria engravidar rápido isso não aconteceu. Mais em Janeiro de 2014 novamente eu fui agraciada com um positivo, claro que eu fiquei feliz, só que os questionamentos vieram com força, e se acontecesse de novo, e se desse tudo errado, e se.. e se.

Essa gestação foi um pouco mais complicada pois desenvolvi pressão alta e tomava remédio, então tive um acompanhamento mais de perto, quando completei 35 semanas em uma consulta de rotina do pré natal meu obstetra olhou todos meus exames e soltou a bomba “ ESTOU TE INTERNADO AGORA PORQUE SEUS EXAMES ESTÃO MUITO ALTERADOS QUERO TE ACOMPANHAR”…

Claro que revivi toda a experiência ruim de dois anos antes, fui internada na terça-feira 9 de setembro e na manhã do dia 11 depois de fazer uma ultra e ver que o bebê estava em sofrimento fetal fui submetida a uma cesariana de emergência.

11263804_643558305744704_1047641437_n

Pedro Pontinho Pipoca “Guerreiro”. Rsrs, muito lindo esse bebê.

Meu Pedro nasceu as 11:37 da manhã com 1,915 43 cm. Eu fiquei sozinha na sala sem o marido porque foi tão corrido que não daria tempo, Pedro não chorou assim que nasceu e eu não pude ver meu pequeno que foi entubado na mesma hora, minha pressão chegou a 19\11 mais mesmo assim eu fiquei firme só conseguia pedir a Deus pra que ele ficasse bem. Só pude ver o Pedro no outro dia na uti neo natal.

E lá se foram 22 dias, 22 dias de incertezas, 22 dias de tristeza, 22 dias de sofrimento, ver meu bebê dentro de uma incubadora foi dolorido, chegar lá e ver que tinham furado mais uma vez meu bebê foi torturante, mas Pedro além de ser meu bebê desejado ainda é um guerreiro, cada dia era uma vitória,primeiro precisava aprender a respirar sozinho, depois vencer uma infecção, depois aprender a mamar, mais conseguimos, depois de 22 dias de incertezas finalmente iríamos pra casa começar toda a loucura de ter um recém-nascido em casa.

Tivemos que ter alguns cuidados como não receber visitas por um tempo já que por ser prematuro não era uma boa tanto contato com outras pessoas, meu leite secou nesse processo todo então Pedro não mamou no peito (não tenho nenhum tipo de frustração quanto a isso), e pra falar a verdade foi e é fácil ser mãe ,mais fácil do que eu imaginava, claro que eu dei sorte Pedro é um bebê calmo, tranquilo, risonho, não tive ainda problemas com ele pelo fato de ser prematuro ele tem uma saúde de ferro.

E como mãe me sentia realizada. Realmente ser mãe era realmente tudo aquilo e mais um pouco que todo mundo falava. Mas sabe na minha vida nada é como eu planejo, meus planos era engravidar em 2009 e não em 2014, meus planos eram ter uma gravidez tranquila e em paz mas tive uma perda no meio do caminho, uma demora sem fim e mais uma gravidez bem complicada, então eu me pergunto o porque de eu ainda me surpreender com certas coisas, e claro que depois de tudo isso uma outra gravidez não fazia parte dos meus planos.

Eu fique traumatizada com o pós parto da cesária, com ter meu bebê na uti, nem nos sonhos queria outro, mas me peguei tendo um pequeno mal estar em dezembro (eu não tinha ainda menstruado, estava esperando vir pra voltar com a pílula, e não eu não me protegi), a primeira reação do meu marido “VOCÊ DEVE ESTAR GRÁVIDA”, e eu pensei: claro que não, isso era impossível, era o que eu pensava, mais não, era muito possível.

Depois da insistência do meu marido fiz um teste de farmácia no meio do dia mesmo, e lá estava duas risquinhas azuis, subiu tão rápido que eu achei que fosse loucura da minha cabeça.

A minha primeira reação foi chorar, e não foi de alegria, eu fiquei literalmente surtada, descontrolada, meio louca, histérica, essa era a palavra certa. Como isso tinha acontecido (gente eu sei como faz bebês) mais o que eu pensava era como que em dois meses, DOIS, SÓ DOIS eu estava novamente grávida!!!

Medo, angústia tomaram conta de mim, eu chorei horas descontrolada, o que fez meu marido quase ter um infarto de tanta preocupação.

A primeira avisada foi minha mãe, que claro achou que estávamos brincando, e eu queria muito estar, rsrs.

11271098_643558592411342_1946619911_n

Vivian com Pedro e “surpresa” na barriga que hoje já sabemos ser o Enrico.

Eu ainda fiz mais dois testes de farmácia pra ter certeza e claro foram positivos, mesmo assim eu não me conformava e fui fazer um teste de sangue, que deu nas alturas me fazendo ficar mais maluca do que eu já sou.

Foi muito, muito difícil aceitar essa nova gravidez, eu tinha um RN, tinha tido uma gravidez complicada, todos os medos me sondavam. No dia da ultra , a primeira eu fui com o coração na mão, mas assim que ela encostou na minha barriga lá estava minha mais nova surpresa, ( sim meus filhos tem apelidos, pros mais íntimos meu Pedro é Pedro Pontinho Pipoca e esse bebê que até semana passada não sabíamos o sexo foi chamado de surpresa) , um bebê prontinho, formadinho com quase 14 semanas.

Eu teria mais um bebê , claro que hoje nesse exato momento eu consigo curtir os novos chutes, as novas sensações Pedro fez 8 meses e estou grávida de 6. E lá vou eu começar tudo de novo, tá eu nem tive tempo de dizer “ estou com saudades da barriga, ou ai quero outro porque o meu cresceu muito rápido”

Foi e é uma montanha russa de sentimentos, mas como diz minha mãe se fosse uma decisão minha eu não teria outro filho, e como Deus conhece nosso coração teve que me fazer a maior surpresa do mundo.

Essa gravidez está um pouco mais tranquila só que mais cheia de cuidados, peço todo dia pra que surpresa seja calmo e fique na barriga até 40 semanas, e como sou muito iludida sonho com um parto normal.

Antes que eu esqueça , surpresa quase foi surpresa mesmo só semana passada com 27 semanas descobrimos que surpresa sera um menino , meu mais novo príncipe agora estamos tentando decidir o nome entre Heitor ou Enrico, mas isso é uma outra história.

Espero que minhas palavras sirvam pra acalmar o coração daquelas que ainda estão tentando, que sirva de inspiração pra quem já é mãe porque ser mãe é a coisa mais maravilhosa do mundo mesmo tendo dias que eu quero dormir mais meia hora, e pra aquelas que receberam uma surpresa como eu que sirva pra dizer que sentir medo faz parte, mas somos mães e a gente consegue.

Linda a história da Vivian. Nós aqui da página desejamos tudo de melhor para essa família linda e abençoada.

Ari

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s