A CADEIRINHA DO CARRO PODE SALVAR A VIDA DO SEU FILHO (A)

É aquela velha máxima: a gente nunca acha que vai acontecer nada conosco! Mas pode ser que aconteça e por isso devemos nos proteger e precaver ao máximo. Hoje nossa leitora Maiara Ribeiro nos conta como a cadeirinha e o uso correto da mesma foi importantíssima pra salvar a vida da sua filha.

No dia 06/03/2015 (sexta-feira) eu e meu esposo Jeovane decidimos passar o final de semana na praia, conseguimos uma pousada em cima da hora e no mesmo dia a tarde eu ele e nossa filha Manoela de 1 ano e 7 meses, saímos de casa. Dormimos em uma cidade próxima, pra seguir viagem no dia seguinte.

Logo pela manhã saímos por volta das 05:30 da manhã, Manoela sempre na cadeirinha adequada a idade e peso, e mais importante do que estar na cadeirinha, e usando o cinto de segurança da mesma.

Seguimos viagem sem nenhum problema, descemos a serra Catarinense com uma leve garoa, chegamos em Bombinhas SC por volta do meio dia do dia 07/03, lá encontramos os padrinhos da Manu, almoçamos e passamos bem o final de semana. Lugar lindo de águas cristalinas.

Na segunda-feira (09/03/2015), saímos da cidade pra retornar pra casa, o tempo estava chuvoso e nublado, seguimos viagem sem problemas, paramos para almoçar na última parada antes da subir a serra, almoçamos, troquei a fralda da Manoela, entramos no carro, (ela sempre na cadeirinha com cinto de segurança), pediu mama, dei a mamadeira com isso deitei a cadeirinha ela mamou um pouco e em menos de 5 minutos  já dormiu.

Slide2

Carro da família após acidente.

Começamos a subida da serra com uma garoa, tomando sempre cuidado e andando em baixa velocidade.

Não andamos muito, e o pior aconteceu. Entramos em uma curva na faixa da esquerda e logo o carro foi escorregando pra faixa do meio e o Jeovane já perdeu o controle do carro e batemos de frente na mureta de proteção, o carro rodou na pista e batemos novamente na mureta, só que agora foi à traseira do lado do motorista. (na hora em que o carro começou a escorregar para a outra faixa eu já fiquei desesperada e me segurei na porta do carro, eu falava pro Jeovane:  – Ai amor, ai amor. E ele apenas respondia: – fica calma. (impossível ficar calma).

Logo na primeira colisão eu olhei pro banco de trás, pra ver se a Manoela estava bem, ela havia acordado com o choque e estava chorando de susto. Eu não sabia o que fazer, passa tudo na cabeça é inexplicável. O carro parou atravessado na pista da direita. No mesmo momento eu gritava pro marido: -vamos sair daqui, vamos sair do carro. E ele falava que não, que era pra eu ficar calma, eu insistindo em sair logo de dentro do carro, falei se quiser fique ai mas tira a Manoela do carro.

Ele mais do que depressa saiu do carro e tirou ela, eu fiquei agitada no interior do veiculo, quando vi um caminhão se aproximando, ai mais do que depressa sai dali descalça, peguei apenas minha bolsa que estava com os documentos, aguarei a pequena dos braços do marido e fui pulando a mureta pra poder me proteger com ela, pois meu  medo era que viesse outro carro e batesse no nosso que continuava parado no meio da pista.

Slide3

Detalhe da batida e de como ficou o carro da família.

Eu estava em estado de choque, tremia muito, não sabia se chorava ou o que fazia.

Graças a Deus não aconteceu nada com o meu esposo e principalmente com a Manu, saíram ilesos. Eu machuquei o joelho e o peito com o impacto do cinto, mas nada grave. Logo veio ambulância e nos atendeu, como não havia nada de grave fiquei ali mesmo com o marido e a bebê. Seguimos viagem até uma cidade onde deixamos o carro pra consertar.

Agora ressalto ainda mais a importância do uso adequado da cadeirinha, digo adequado pois não adianta ter a mesma e não usa-la corretamente, (peso, idade) e principalmente usar o cinto, de nada adiantaria se eu colocasse a Manu na cadeirinha e não passasse o cinto de segurança.

Deixo meu apelo, Graças a Deus com minha filha não aconteceu nada.

Mamãe e papai quando forem sair de carro com as crianças usem sempre a cadeirinha, passem o cinto e verifique se está bem preso,pois isso salvou a vida da Manoela. Isso pode salvar a vida do seu (a) filho(a). Não importa se você vai na esquina de casa use o cinto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s