ESCOLA: SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO!

A foto fora alterada para não aparecer nome da escola por questões de segurança.

Vai chegando essa época do ano, e as mães piram no “coloco na escola ou não”????

É, essa é uma difícil decisão, muitas vezes sem escolha, tem de colocar e ponto, mas por mais certa que você esteja com relação a SUA escolha, sempre dá aquele medinho de estar indo para o lado errado sabe??

Pois bem, começo este texto dizendo: NÃO EXISTE LADO ERRADO…se vc toma suas escolhas com amor e cuidado, fique tranquila, VAI DAR CERTO!

Contudo, hoje eu vim até aqui para AJUDAR vc, que PRECISA/QUER/VAI colocar na escolinha…como escolher? o que levar realmente em conta? o que observar na criança para saber se ela está gostando e se faz bem a ela?

Não sou especialista de nada (só de loucura rs), mas HOJE VOU DAR MINHA OPINIÃO PESSOAL…

Voltei a trabalhar quando Marília estava com 5 meses, por sorte, optei por trabalhar meio período (tive essa oportunidade), ganhando apenas metade também, ficamos no aperto, mas EU perto dela. De tarde quando vinha trabalhar ela ficava com a pessoa que eu mais confio neste mundo: MINHA MÃE.

Quando ela completou 1 ano e 6 meses, em Janeiro de 2014, voltei a trabalhar integral e em Fevereiro deste ano ela foi para a escola. Levei meses martelando o assunto, procurando dicas na net, conversando com outras mães, pesquisando, amadurecendo a idéia.

Visitei TODAS as escolas da cidade, que tinham maternal e berçário, até dar meu veredicto.

COMO FOI? O QUE LEVAR EM CONTA?

. Localização – o local é de fácil acesso para vc e familiares? É um local seguro, fácil para estacionar, chegada e saída?

. Preço – cabe dentro do seu bolso? Acha um preço justo?

. Ambiente – é um local limpo? Observe questões de higiene, verifique cozinha, banheiro, cardápios.

. Sala de aula – Arejada? Boa iluminação? Espaço adequado?

. Estrutura – pátio adequado? espaço físico também? Tem brinquedos? Parque? Segurança? O espaço físico da escola está em bom estado?

. Plano de aula – O que ensinam? Brinquedos educativos? Música? Como funciona o cronograma?

. Professoras e corpo docente: Tem experiência? Se informe com outras pessoas sobre elas, formação etc…Observe na visita, como os funcionários tratam as crianças.

. Segurança – É um ambiente seguro? Observe brinquedos, acesso para sala de aula, quem pode entrar e sair da escola livremente etc…

. Opinião de alunos e mães – Vá por mim, faça pesquisa de campo. Converse com alunos, com mães, observe, pergunte, indague.

É ABSOLUTAMENTE IMPORTANTE OBSERVAR E COLOCAR NA BALANÇA TODOS ESSES QUESITOS…mas e eu? Como escolhi?

Bom, eu obviamente pesquisei e observei todos estes quesitos, pensei e repensei e? Fiquei na dúvida hahahaha. Como finalmente decidi?

Pelo meu feeling materno. Em todas as escolas que eu fui, foi na escolhida que me senti mais acolhida, basicamente abraçada pela diretora. Senti carinho e envolvimento sinceros nas professoras. Gostei do ambiente. Da maneira como cuidavam das crianças. Senti um ambiente humano. E por fim, deixei Maricota escolher.

SIM, FOI ELA QUE ESCOLHEU SUA ESCOLINHA.

maricota escola 2

Acho muito importante que as mães levem a criança junto, deixar que ela explore, converse, sinta o ambiente.

E aqui, sem sombra de dúvidas foi da escola escolhida que ela realmente se interessou. Pude notar pelo sorriso, alegria, pela maneira com que ela já se enturmou sabe? Aqui, no meu caso, todas as escolas (visitei quatro) tinham todos os quesitos básicos a se considerar, os quesitos lógicos, mas o que me fez bater o martelo foi o coração. E graças a deus, não podia ter ficado mais satisfeita com minha escolha.

A ADAPTAÇÃO DA MARÍLIA FOI EXCELENTE, da mãe nem tanto hahahahah. Ela não chorou nem um dia, se enturmou, me dava tchau, eu que saí chorando hahahaha.

Nesse quase 1 ano de escola, ela aprendeu tanta coisa, desenvolveu a fala absurdamente, ensinou os colegas a fazer arte hahaha, volta para casa feliz e a mudança e aprendizado são visíveis. Foi um decisão difícil, mas no meu caso acertada.

Mas nem tudo são flores:

SIM, ela ficou absurdamente doente nos primeiros seis meses. Pela primeira vez em 1 ano e 6 meses, teve de tomar antibiótico, isso óbvio me abalou demais, mas, persisti.

Agora, atualmente, desde que iniciou segundo semestre as doenças pararam (amém), aqui eu fiz tratamento para imunidade, e aconselho, fez a diferença aqui viu!

Mas engana-se quem pensa que após escolher, e iniciar na escola as observações cessam. Não não. É após a criança começar na escola que VEM O MOMENTO CRUCIAL DA OBSERVAÇÃO.

Que é? Conversar com seu filho, observar se ele gosta da escola, ficar atento a tudo.

Aqui, Maricota morre de amor pelas titias, nutre carinho pelos colegas, fala da escolinha com puro amor e vontade, e apesar de ser natural ocorrerem mordidas, brigas (afinal são crianças), AQUI NUNCA ACONTECEU. Nunca ela voltou para casa com machucados, hematomas, assaduras etc.

Noto o cuidado e carinho com o qual as crianças são assistidas, e cada vez que ela fala dos colegas e professoras com carinho, meus olhos se enchem de lágrimas de alegria!

Então, se eu tivesse de dar algum conselho para você MÃE, que está em dúvida e irá colocar seu filho (a) na escola no início de 2015, esse conselho seria: SIGA E OBSERVE TODOS OS QUESITOS, SIGA A RAZÃO MAS NÃO SE ESQUEÇA JAMAIS DO CORAÇÃO, POIS NO FINAL DAS CONTAS É ELE QUE VAI ENCAMINHAR VOCÊ E SUA CRIA A MELHOR ESCOLA.

maricota escola 3

Beijos

Lucinha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s