SER PAI É BEM MAIS FÁCIL

10544778_824258287609097_11577757657012976_n
Só que não!
Mas tenho absoluta certeza que todo mundo já ouviu essa frase. Me peguei pensando sobre isso, será que é mesmo assim mais fácil.

E se eu fosse o pai? Como me sentiria a respeito disso?
Não deve ser nada fácil ser o coadjuvante da sua própria história!

Vocês são dois, e então sua esposa chega com a maravilhosa notícia! Serão pais! Mas você ainda não consegue mensurar o que tudo aquilo significa. Está feliz, claro, mas tudo aquilo ainda não é palpável como é pra ela que carrega em seu ventre o fruto do amor de vocês!

Você fica ali vendo sua mulher mudar, vendo todas as alterações em seu corpo, humor, tentando satisfazer seus desejos loucos. Todas as atenções voltadas pra ela e pro pequeno herdeiro.

Você participa como pode, sugestões de nome, massagens nos pés, traz aqueles doces que ela tem vontade…enfim faz tudo pra agradar aos dois! E então chega o dia tão esperado e eles ainda são o centro de tudo, o palco principal! Seu filho nasce e você quando o vê se torna pai de verdade, entende o sentido de tudo aquilo, o pega nos braços e sente o tal do amor incondicional.

Passam os dias, você vai ao cartório fazer o registro, fotografa todos os momentos, ajuda no banho e até na pega correta. Vai comprar as coisas que faltam etc, mas agora mais do que antes se sente coadjuvante dessa historia. Se foram 5 dias e você tem que voltar pro trabalho. Mesmo querendo ficar, você vai com a foto do herdeiro e fica o dia todo admirando. O dia se arrasta e de noite você pode ter ele em seus braços, mas ele logo choro e se acalma no aconchego do colo da mãe.

Você aprecia a cena, admira sua esposa e filho. Ele cresce e você celebra cada conquista dele, cada pequena vitória, fica em êxtase quando sua mulher te liga contando da primeira palavra, chega em casa alucinado esperando que ele repita. Se der sorte foi papai, e quando você ouve se sente a pessoa mais feliz.

Agora é mais fácil participar, você ensina as coisas para o seu filho como engatinhar, andar, falar, comer sozinho.

Mas o seu filho muitas vezes ainda prefere a mãe. Fica com ela o dia todo, enquanto você trabalha. Você entende isso, mas as vezes queria estar do lado oposto, ficar o dia com ele enquanto ela trabalha, admirar a pequenas conquistas, ver ele correndo pro seu colo quando se machuca, ver cada pequena conquista.

E há quem pense que ser pai é mais fácil. Pode ser mais fácil, mas é muito mais difícil, ser pai é saber se colocar em segundo plano constantemente. Saber que o que mais importa é o bem estar do seu filho, saber que ele está bem cuidado e que mesmo que você não fique com ele o tempo todo, tem um papel fundamental pra ele.

Saber que não importa a quantidade de tempo que passa com ele e sim a qualidade do tempo que vocês tem juntos. Saber que seu amor é incondicional e genuíno, e que faria tudo por aquela pessoinha!

Por Arianne OLiveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s