TRABALHO X FILHOS, EIS A GRANDE QUESTÃO

10457511_821001564601436_2962985095308574929_nAcredito que um dos maiores, se não o maior dilema na vida das mães atualmente é: voltar a trabalhar ou ficar em casa com o bebe.

Olha, está aí uma decisão difícil de ser tomada.

Cada caso é um caso, cada realidade é única, não existe uma regra. Prós e contras existem vários pra qualquer uma das escolhas que você fizer.

E então, como fazer a escolha certa?

Olhe pra dentro de você!
Somente você pode mensurar as consequências que implicarão sob sua decisão, e mais do que isso, somente você sabe o peso de cada coisa das quais você terá que abrir mão, quem vai viver e sentir na pele essas consequências é primeiramente você e depois as pessoas com as quais você convive.

Não de ouvidos aos julgamentos!
Palpites e julgamentos cairão os montes sobre você, independente da escolha que você faça. Concentre-se na sua vida e na sua família, nos aspectos financeiros e psicológicos que envolvem toda essa questão. O importante é nos preocuparmos com o que realmente importa, em estarmos bem com nossa consciência, afinal precisamos estar tão convictos da nossa decisão, a ponto de não deixarmos que nenhum comentário maldoso possa nos entristecer e nos colocar em dúvida de que optamos pelo “nosso melhor”.

A beleza da humanidade está na diferença, já pensou se todos fossem iguais e pensassem da mesma forma como seria chato?
Ainda bem que as coisas não são assim. As mulheres são diferentes tem anseios e necessidades diferentes, existem mulheres com vocação para maternidade, outras com vocação para o esporte, outras com vocação para as mais diversas profissões, outras para um trabalho voluntário, enfim, a lista é imensa. Cada uma encontra sua realização de forma diferente, é injusto aprisionar uma mulher numa decisão que não é dela, num padrão de comportamento que as pessoas esperam que ela tenha. Resumindo: não tente agradar os outros, porque você só irá se desgastar e nunca irá conseguir. Para ser boa mãe você não precisa ser “só” mãe, não se sinta culpada por querer voltar ao trabalho, se seu trabalho te realiza ou se você precisa dele para ajudar em casa, volte com a consciência tranquila.

Filhos precisam de mães felizes e realizadas ao lado deles, mães que transmitem satisfação, boa energia, bom exemplo, mães pacientes, dispostas a realizar uma boa educação. Nossos filhos não merecem uma mãe frustrada, amarga, estressada, insatisfeita, que vive aos berros, sempre no limite de partir pra ignorância. O que determina uma boa mãe vai muito além de trabalhar fora ou não.

Seja sua situação qual for, se você pôde escolher ou não entre trabalhar fora ou ficar em casa, enfim abrace sua decisão sem culpa, com a certeza de que você está fazendo o seu melhor, e principalmente com a certeza de que não existe um lado certo, um lado onde só se ganha, renuncias existem dos dois lados, são difíceis de serem feitas, mas infelizmente é preciso.

Por Paula de Souza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s